Gestão Carlos Eduardo tem muita maquiagem e poucas realizações, critica Robinson

Gestão Carlos Eduardo tem muita maquiagem e poucas realizações, critica Robinson

O governador Robinson Faria (PSD) lançou críticas ao prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), seu provável adversário nas eleições de outubro para o Governo do Estado. Em entrevista à 94 FM nesta sexta-feira, 23, Robinson afirmou que considera a gestão municipal “extremamente convencional” e sem “grandes realizações”.

“Não vejo na gestão de Natal, apesar dos vários anos em que ele é prefeito, uma gestão de grandes obras. É uma gestão extremamente convencional, com obras de muita maquiagem, muito marketing, mas não vejo grandes realizações. Eu não vejo Natal como uma cidade que cresceu na gestão do atual prefeito”, disparou.

Robinson criticou os investimentos que a Prefeitura de Natal fez no Carnaval deste ano. O governador disse que, enquanto gestor, tem outras prioridades. “Ele investe muito em Carnaval. Não sou contra, pois Carnaval faz parte da cultura. Ao invés de investir em Carnaval, eu prefiro recuperar a Biblioteca Câmara Cascudo e o Museu da Rampa. Eu prefiro resgatar o patrimônio histórico e cultural do meu estado”, assinalou.

O chefe do Executivo estadual também criticou a possibilidade de o prefeito renunciar ao seu mandato, o que tem de acontecer até 7 de abril para que ele concorra ao Governo. “O prefeito de Natal foi eleito para governar Natal por quatro anos. Eu acho que ele vai ter de responder isso muito bem ao povo”, afirmou.

Robinson respondeu também às especulações de que deixaria o cargo para disputar, por exemplo, o Senado. “Renúncia é um ato de covardia, oportunismo e traição ao povo, que me deu um mandato de quatro anos. Quando o político sai, está traindo o povo. É um estelionato eleitoral. Eu não tenho esse perfil”, complementou.

Clima com Ezequiel e Fábio Dantas é de “harmonia”, diz governador

Ainda na entrevista à 94 FM, o governador comentou as recentes declarações do vice, Fábio Dantas (PCdoB), que disse “estar à disposição” para disputar o Governo ou o Senado. Outro aliado de Robinson, o deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa, estaria tentando se viabilizar para a disputa. Robinson diz que as movimentações dos aliados não lhe preocupam.

“Domingo almoçamos eu, Fábio Dantas, o presidente Ezequiel, Gustavo Carvalho e o deputado federal Fábio Faria. Tivemos uma conversa amiga, sincera. Foram mais de 5 horas de conversa. Há um clima de harmonia, de confiança e cumplicidade”, destacou.

O governador disse também que poderia até apoiar a candidatura de Fábio Dantas, já que sua postulação não está totalmente definida. “O vice-governador tem todo o direito de dizer que o nome dele está à disposição. Ele poderá até ser candidato (ou não) dentro do grupo. Se eu não for candidato à reeleição, ele pode ser uma opção a ser estudada. Vários partidos estão conversando conosco para fazer essa integração. Só que eu não estou ainda com essa pegada de eleição. Estou com a pegada de gestão”, afirmou.

Apesar disso, Robinson afirmou qUe uma candidatura ao Senado poderia ser uma boa opção para Fábio. “Fábio pode avaliar também uma candidatura ao Senado, dentro do nosso sistema. São duas vagas e eu acho que, para o Senado, o campo está muito aberto. Não há ninguém infalível, nem Robinson”, concluiu.

VIA AGORA RN 

Leia também

comentários