Karateca potiguar disputa Campeonato Pan-americano em Buenos Aires

Karateca potiguar disputa Campeonato Pan-americano em Buenos Aires

(Imagem ilustrativa)

O estudante Lucas Eduardo de Oliveira, de apenas 15 anos, está a um passo de se tornar medalhista no Campeonato Pan-americano de Karate que acontece este mês em Buenos Aires, Argentina. Aluno do projeto Karate e Justiça ao alcance de todos (KAJU), desenvolvido pela Associação dos Magistrados do Trabalho da 21ª Região (Amatra21) em parceria com o Governo do Estado, através do RN Vida, Lucas é o único brasileiro a disputar os jogos na categoria cadete, que abrange jovens de 14 a 15 anos com menos de 70kg.

Depois de passar pelas seletivas nacionais, no Amazonas, em julho, a expectativa do atleta para o Pan-americano é a melhor possível. “Venho treinando muito e estou vindo de uma temporada boa. Pensamento positivo”, conta. Toda terça e quinta ele comparece aos treinos do projeto, servindo de exemplo e inspiração para os vinte jovens que também participam das aulas.

Há seis anos se dedicando ao esporte, sua trajetória teve início no Instituto Padre Miguelinho, no Alecrim. A influência veio do tio e treinador Rafael Oliveira, que comemora a conquista. “Esse resultado se deve há muito esforço e dedicação dele. Apesar de jovem, já tem uma história de luta e superação dentro do esporte. Só em ele estar na competição, já se torna um vencedor”, disse.

A dedicação de Lucas reflete em seus resultados. Além do bicampeonato (2015 e 2016) nos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte (JERNS), ele é tricampeão brasileiro (2011, 2012 e 2013), e vencedor nos campeonatos Pan-americano de Karate (2013) e Mundial de Karate (2014), realizados na Argentina.

E para o projeto KAJU, Lucas só tem elogios. “Eu vejo as aulas gratuitas como uma possibilidade de novos caminhos para os jovens, pois abrem portas para muitos que não teriam perspectivas ou oportunidades. E até nos modifica como pessoa, por que o esporte faz isso”, afirma o atleta.

RN VIDA
Coordenado pelo Gabinete Civil do Governo do Estado, o Centro Integrado de Esporte e Cultura RN Vida está em funcionamento desde 2013 e atende cerca de 600 crianças e adolescentes com aulas de natação, judô, futsal, vôlei, jiu-jítsu, karatê, ginástica rítmica, ginástica aeróbica, capoeira, dança, música e artes plásticas para alunos de escolas públicas que tenham entre 7 e 16 anos. Seu objetivo é a conscientização e importância das atividades complementares para formação educacional. As aulas acontecem de segunda a sexta no antigo CAIC, em Lagoa Nova.

Leia também

comentários