Guarda Municipal prende quadrilha que se passava por fiscais da Semurb para extorquir

Guarda Municipal prende quadrilha que se passava por fiscais da Semurb para extorquir

O Núcleo de Inteligência da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (NIT/Semdes) e a Guarda Municipal do Natal (GMN) conseguiram deter no final da tarde dessa sexta-feira (20), dois homens acusados de se passarem por fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) que tentaram extorquir um comerciante. Os detidos foram identificados como sendo Carlos Alberto dos Santos e Antônio do Nascimento. A prisão aconteceu numa praça de alimentação dentro de um hipermercado situado na Avenida Prudente de Morais.

De acordo com relato da vítima, os homens se apresentaram no dia anterior no seu comércio onde está ocorrendo uma reformar. Os mesmos se identificaram como fiscais da Semurb e informaram que a obra estava irregular e que a mesma seria embargada e multada. Em seguida os falsos fiscais disseram que poderiam negociar e no primeiro momento exigiram da vítima a quantia de R$ 5 mil para não efetivar os procedimentos de embargo e multa, porém na negociação o valor acabou ficando em R$ 1,5 mil.

Na ocasião, o NIT foi acionado e com apoio da Guarda Municipal do Natal (GMN) foi montado um esquema para deter os acusados no momento em os mesmos iriam receber o valor exigido do comerciante. A voz de prisão foi dada pela Guarda Municipal dentro da praça de alimentação onde dois dos suspeitos estavam junto com a vítima. Um deles foi detido de imediato e o segundo chegou a correr e foi preso na calçada do hipermercado por uma guarnição da Ronda Ostensiva da GMN que dava apoio a ação. Já um terceiro, que estava num veículo no estacionamento, conseguiu se evadir quebrando a cancela de acesso à avenida e partindo em fuga, porém os guardas municipais conseguiram identificar o automóvel.

Com os homens detidos foram apreendidas cópias de notificações de procedimentos fiscalizatórios, adesivos de obras licenciadas, crachás de identificação funcional e aparelhos celulares. A ação contou também com a participação de agentes da Semurb, que ficaram com a responsabilidade de analisar a documentação encontrada com os detidos.

Os dois acusados foram presos e conduzidos pela Guarda Municipal à Delegacia de Plantão Zona Sul onde foi registrada a prisão em flagrante delito. Os procedimentos investigatórios do caso devem agora passar pela investigação da Polícia Civil, inclusive se a quadrilha fez outras vítimas utilizando do mesmo modo de operação delituosa.

A Semurb vai adotar procedimentos internos para apurar como essas pessoas atuavam se passando por fiscais da pasta.

Leia também

comentários